NOTÍCIAS

Recapagem de pneus tem contribuído para a economia nas propriedades rurais

A recapagem de pneus tem contribuído para a economia nas propriedades rurais. Além de reduzir o consumo de recursos naturais, um pneu reformado chega a custar até 60% menos do que um novo.

A Pneus Ost, empresa em Bom Principio, no Rio Grande do Sul, é uma das maiores redes de reforma de pneus de caminhões e máquinas agrícolas do Brasil. Um mercado que gera uma economia de R$ 7 bilhões ao ano para esse setor. O processo de recapagem é feito no sistema quente e frio. Geralmente os pneus agrícolas, conhecidos como "otr", ou "fora da estrada", são reformados no sistema a quente. Anualmente, cerca de 300 peças são reformadas.

– Uma reforma gira em torno de 30% do valor de um pneu novo e dura praticamente a mesma coisa, em muitos casos ela dura muito mais. O proprietário ou o próprio fabricante, quando aplica um tipo de pneu no equipamento ele já e visualizando a sua reforma – diz o dono da Pneus Ost, André Gustavo Ost.

De acordo com o empresário, a recapagem de pneus é um segmento que está em ascensão no mercado. Segundo ele, além de gerar economia financeira, reduz o consumo de recursos naturais. Em relação a um novo, cada pneu reformado evita o gasto de 57 litros de petróleo, durante a fabricação. Na energia elétrica, a redução do consumo é de 80%.
 
– É uma tendência mundial o reuso, a reciclagem, além de ser uma atividade economia muito importante. Numa frota de caminhões tu já tens que visualizar a reforma de pneus, como forma de economia no teu custo financeiro. Nós temos a intenção de crescer muito nesse segmento – ressalta Ost.
 
Na propriedade rural do produtor Jairo Nienow, o aproveitamento de pneus é feito há mais de 15 anos. Cada recapagem dura, em média, 3 mil horas de uso. Segundo ele, um pneu pode ser recapado até três vezes. Ele explica que, para isso, alguns cuidados são necessários.

– O principal da recapagem é a carcaça boa, se tiver um bom cuidado na agora de tirar os pneus, vai te dar uma durabilidade muito maior na carcaça e ter mais recapagens em cima do mesmo pneu. Na hora que perder a borracha que é a mais alta do pneu, é possível notar que está na hora de trocar o pneu – disse.
 
Nienow tem uma granja de ovos e cria gado em confinamento. Na lida diária da propriedade, os tratores são usados para puxar esterco e plantar pasto. As máquinas agrícolas não sofrem impacto do asfalto, por isso, a durabilidade é maior que a de caminhões. Um pneu de trator novo custa em torno de R$ 1.400. O recapado sai por no máximo R$ 700.
 
O presidente do Sindicato Gaúcho das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas (Simers), Claudio Bier, acredita que o processo é seguro, desde que feito em empresas sérias.
 
– Não vejo nem um tipo de problema, eu não tenho notícias de indústrias que estejam usando pneus reciclados, mas eu acho que é uma economia muito grande. Com certeza, o agricultor vai fazer uma economia muito grande, um pneu reciclado custa em todo de 30% de um pneu novo. Quanto mais economia ele fizer, mais vai ficar capitalizado para investir em tecnologias – disse Bier.

PUBLICADO EM 03/07/2014
CLIQUE AQUI E CONFIRA OUTRAS NOTÍCIAS!
Voltar uma página
PEDIDO DE
ORÇAMENTO
ÁREA DE
ATUAÇÃO

CONTATE-NOS

3748-0578 51 


Rodovia RS130 - KM73
B. Campestre - Lajeado - RS

© 2019 - Todos direitos reservados a Luft Pneus   |   Tecnologia: Rock7

Área de acesso  restrita!